Por:

Website:

Manual de análise dos efeitos de explosão em indústrias de óleo & gás

Uma instalação de Refino ou Petroquímica em operação está continuamente sob risco de incêndio e explosão, tendo em vista a criticidade (altas pressões e temperaturas) de funcionamento e as condições de desgaste e deterioração dos equipamentos e tubulações. Quando isso ocorre, é importante ter em mente as condições de análise dos efeitos de fogo e […]

Uma instalação de Refino ou Petroquímica em operação está continuamente sob risco de incêndio e explosão, tendo em vista a criticidade (altas pressões e temperaturas) de funcionamento e as condições de desgaste e deterioração dos equipamentos e tubulações.

Quando isso ocorre, é importante ter em mente as condições de análise dos efeitos de fogo e de explosões, para certificar-se de quais os equipamentos da instalação ainda podem operar em segurança e quais os que necessitam de reparo ou mesmo de substituição.

Alguns itens como os cabeamentos de energia e controle e também os instrumentos nas áreas conflagradas são via-de-regra totalmente substituídos.

Também as tubulações de pequeno diâmetro de linhas auxiliares e de máquinas são todas refeitas.

Já os equipamentos, como caldeiras, vasos de pressão, máquinas (bombas, turbinas, compressores e motores) e as tubulações principais do processo, são passíveis de reparos, a depender do estado físico dos mesmos.

A literatura a respeito é muito extensa, porém há alguns artigos e relatórios, de análise dos efeitos de fogo e explosão nas instalações de petróleo e gás, tidos como clássicos e de uso extensivo.

O manual a seguir é uma publicação do Bureau de Mines /Bulletin 680 dos EUA “Investigation of Fire and Explosion Accidents in the Chemical, Mining and Fuel-Related Industries” de autoria de Joseph M. Kuchta.

Investigation of fire and explosion accidents USBM-Bulletin 680 by Kchuta

 

 

Deixe o seu comentário

Seja notificado sempre que um novo conteúdo estiver disponível:

Carregando...Carregando...